Operação no Estado para prender indivíduos que recebiam ordens de dentro da Penitenciária de Pacaembu

Uma grande operação da Polícia Civil foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (24) visando cumprir prisões de indivíduos que estariam ligados ao tráfico de entorpecentes na região da Nova Alta Paulista, capital paulista, região metropolitana, interior do Estado e litoral.

Após três meses de investigação na “Operação Transponder”, a Polícia Civil apurou que integrantes da facção criminosa que age dentro e fora dos presídios estariam comandando ações de tráfico de entorpecentes e comunicação da organização de crimes de dentro da Penitenciária Osias Lúcio da Silva de Pacaembu contando inclusive com a negociação de drogas do Paraguai.

A organização criminosa teria ligação do presídio de Pacaembu com as penitenciárias de Junqueirópolis, e Martinópolis comandando crimes inclusive em outros Estados.

Ao todo, são 37 mandados de prisões temporárias em 21 cidades, além de 59 mandados de busca e apreensão. Dos 37 mandados de prisão que foram expedidos, 14 são de pessoas que já se encontram encarceradas e 23 delas em liberdade.

Um total de 65 pessoas estariam envolvidas no esquema e ainda segundo a polícia, serão bloqueadas contas bancárias de 47 integrantes da facção.

Um grupo de 250 policiais civis estão envolvidos na operação que abrange os municípios de Pacaembu; Irapuru; Flórida Paulista; Presidente Prudente; Martinópolis; Presidente Bernardes; Junqueirópolis; Caiuá; Presidente Venceslau; Presidente Epitácio; São Paulo; Carapicuíba; Taboão da Serra; Guarulhos; Aparecida; Mirassol; Mongaguá; Sorocaba; São José do Rio Preto; Teodoro Sampaio e Andradina.

 

FOTO: Arquivo/Folha Regional

 

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional
MAIS NOTICIAS
Carregue mais