Alagamentos em casas viram inquérito civil e serão apurados pelo Ministério Público

O Ministério Público do Estado de São Paulo por meio da Promotoria de Justiça da Comarca apurará com instauração de inquérito civil os fatos e as responsabilidades dos alagamentos ocorridos em pontos do Jardim Adamantina.

Os reclamos datam desde 2017. A medida tomada no dia 11 de abril pela promotora Viviane Zaniboni Ferreira Barrueco após receber denúncia protocolada pelos moradores do bairro através do vereador Alcio Ikeda Júnior (PODE).

Antes de acionarem o MP/ SP, os residentes no Jardim Adamantina e o legislador relatam terem solicitado informações e providência da Prefeitura de Adamantina, no entanto, as manifestações foram insatisfatórias, segundo eles.

A Prefeitura deverá apresentar laudo técnico apontando as causas dos constantes alagamentos nos pontos citados na denúncia, além das medidas para solução do problemas, conforme divulgou o Diário do Oeste.

O prazo estabelecido pelo Ministério Público é de 30 dias, a contar da data do recebimento da notificação.

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/53518763_417515042387526_7691310838199615488_n.jpg?_nc_cat=107&_nc_eui2=AeEBc9m6xn7v1TPuqj7wcoyfEoG8m5KzTMyP81ZcHbMOzzPHKF_5e7DlwNZqoBmrMuACDEVaVnJG9wCXF49uAyDD78xZPO6O-VR-ovxvkXMvOw&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=9999ccd960bbfb762daa9b53a3e2d311&oe=5D2BCDBD
 

MAIS NOTICIAS
Carregue mais