Connect with us

Cidades

Prefeitura embarga obra de implantação da nova rede de água e vai apurar seguidos rompimentos

Publicado

em

 

 

A Prefeitura de Pacaembu, após reunião do prefeito Maciel Corpa com o setor técnico do Município, decidiu embargar a obra de implantação da nova rede de canos de PVC que abastecerá o município em substituição à fragilizada e antiga tubulação de cimento amianto.

A medida foi tomada porque a quantidade de rompimentos ocorridos nas últimas semanas chamou a atenção da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo e do DAE (Departamento de Água e Esgoto), assim como causou estranheza na Secretaria de Recursos Hídricos do Estado juntamente com a Sabesp. Todos órgãos que acompanham a obra.

Os serviços são executados pela empresa Maria Santa Locações e Obras Ltda., de Bauru. Já foram instalados os quase 14,5 km de tubos. E agora o trabalho estava na fase de testes, com a liberação de água para carregamento da nova rede com a finalidade de que futuramente seja feita a transição do abastecimento. Cerca de duas semanas atrás, a própria empreiteira afirmou que os rompimentos eram previstos, porque foram implantados ao longo da nova rede espalhada por toda a cidade tubos de PVC com diâmetros diferentes –  de 250 milímetros, de 200 milímetros, de 150 milímetros e de 100 milímetros – e a alta carga da pressão da água causaria risco dessa ocorrências.

Mas, atenta à situação, a Prefeitura notificou a empresa responsável pela obra no dia 13 de setembro, pela primeira vez, depois de constatar cerca de 20 pontos de vazamentos em três dias. No documento, cobrou que a mesma prestasse os devidos esclarecimentos os fatos, e exigiu que apresentasse descrições técnicas dos tubos utilizados na obra, bem como catálogos e garantias do fabricante. A empreiteira enviou resposta no dia 23 de setembro e anexou os documentos solicitados e notas fiscais que, segundo ela, “demonstram que os tubos estão de acordo com as normas exigidas e classe de pressão especificada no projeto.”

Contudo, diante de novos e seguidos rompimentos nos últimos dias, o prefeito Maciel assinou no dia 2 de outubro (quarta-feira) a determinação para a empresa responsável “paralisar imediatamente, e por tempo indeterminado, todos os serviços” objeto do Contrato nº 016/2018” que refere-se à execução de obras de melhoria do sistema de água potável do município de Pacaembu, com a substituição de 14.401,00 metros de tubos de cimento amianto por tubos de PVC da rede de distribuição de água, conforme Projeto Básico e Termo de Convênio nº 0.006/17, celebrado com o Governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos.

Para ter maior respaldo técnico especializado, a Prefeitura enviou Ofício nº 595/2019, com data de 1º de outubro de 2019, à Superintendência de Gestão e Desenvolvimento Operacional de Sistemas Regionais da Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo (Sabesp), no qual solicita visita dos profissionais do órgão e elaboração de parecer a respeito da série de rompimentos registrados na tubulação recém-implantada.

A Prefeitura deixa claro à população que a obra somente será recebida e aceita em definitivo pelo Município e órgãos estaduais após a rede estar completamente testada e funcionamento em perfeito estado, sem rompimentos.

 

Prefeitura de Pacaembu

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/61466280_468199540652409_7984462357814312960_o.jpg?_nc_cat=101&_nc_eui2=AeFDuMB7tIDaUaoeYT6PgGPGZdzFWDsv-6KppNahnuJP8FA5M1XYWR4mkTSgSXvN-JmiOzsHmssTY5AP1uMNRggRKWlhsAJEGkmerTvhJHZtYQ&_nc_oc=AQkqwcpFrQrRZ7WLFRFWhGh0GVUQDyzXTbMbUicQ1mcAmad4za299B6x_AoJQqoNOkD4NHtiCylTT6DIfTDAAcQ2&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=1c7b93553af8ae684f01e1d074a1467f&oe=5E30DB92

Mais Lidas