Recursos não repassados pelo Ministério da Saúde ao Caps e Residência Terapêutica, prejudica situação financeira da Prefeitura

 

 

No mês de outubro, o prefeito Maciel Corpa esteve em Brasília, onde foi ao encontro do deputado federal Luiz Carlos Motta para unirem forças e solicitar uma audiência no Ministério da Saúde para tratarem sobre a liberação de recursos que estão atrasados para a manutenção do Caps (Centro de Atendimento Psicossocial) e da RT (Residência Terapêutica).

A iniciativa do chefe do executivo pacaembuense se justifica pela dificuldade que a Prefeitura de Pacaembu enfrenta para manter os gastos mensais dos atendimentos nos dois programas, o que inclusive tem comprometido a área financeira da Prefeitura.

Os programas foram implantados em Pacaembu no ano de 2017, após exigência da Procuradoria Federal, com a afirmação de que a União repassaria recursos para mantê-los, o que não aconteceu até hoje.

“Ao longo desses três anos de funcionamento do Caps e da Residência Terapêutica a Prefeitura já arcou com cerca de R$ 3 milhões, afinal, são mais de R$ 100 mil por mês para garantir o atendimento. Se sobrar só para nós (município), a situação vai ficar insustentável. Precisamos da ajuda do Ministério da Saúde, urgente”, declarou o prefeito Maciel Corpa.

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/75418951_845727095824453_6218534103923294208_o.jpg?_nc_cat=101&_nc_eui2=AeGv7GtOCvFuLvYi7pec25rlOKl8OLzGePuGEk34SdwuMmVbF4J2pvtdFweSKfjQd78uMF6Xyjc6MJXrADita0zJPpjEAZU8ltFRP2mcRrhj6g&_nc_oc=AQlHj4t39YH47qw1N2gbpig-qXoy7nYDCkNZ0McUliq1gtnqClZkGql5kNKMC4CQXLaSpg8hTKZn91zuf5mKXouM&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=296e5a4c9b12b3d6abaf780cc58881d5&oe=5E89A9D9

MAIS NOTICIAS
Carregue mais