Connect with us

Manchete

Polícia Ambiental multa e prende homem com tatu abatido, aves e arma de fogo em Pacaembu

Publicado

em

Um morador de Pacaembu foi preso nesta quinta-feira (27), após ser flagrado com um tatu abatido, aves da fauna silvestre e uma arma de fogo.

A prisão ocorreu após uma equipe do 2º Pelotão de Polícia Militar Ambiental de Dracena, em atender a denúncia anônima sobre caça em uma propriedade rural da cidade onde pode-se confirmar a veracidade dos fatos apresentados.

No local, a equipe fez contato com o morador, que foi informado sobre o motivo da vistoria e de pronto foi observado defronte à residência um viveiro com dois pássaros nativos das espécies Papagaio Verdadeiro (Amazona aestiva) e Papagaio Grego (Amazona Amazonica).

Em continuidade a vistoria em um freezer na área externa da residência foi localizado um animal nativo abatido da espécie Tatu Galinha (Dasypus novemcinctus).

Diante dos fatos o infrator foi questionado se possuía arma de fogo, confirmando que sim e de pronto entregou uma espingarda cartucheira calibre 36, sem o devido registro e dois cartuchos intactos do mesmo calibre.

Foi dada voz de prisão em flagrante delito ao infrator que foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Pacaembu, sendo ratificada a prisão e arbitrada fiança no valor de R$ 1.500,00.

Administrativamente foram confeccionados dois Autos de Infração Ambiental, sendo um na modalidade advertência por ter em cativeiro aves da fauna silvestre e um no valor de R$ 500,00 por ter em deposito produto da fauna silvestre, infringindo o §3 Inciso III do Art. 25 da Resolução SMA-48/14.

Os pássaros serão encaminhados posteriormente ao APASS de Assis por estar com sinais visíveis de domesticação, e o tatu abatido foi destruído no aterro sanitário de Dracena.

Publicidade

Mais Lidas