Connect with us

Cidades

Pacaembu volta a fase vermelha do Plano São Paulo

Publicado

em

Em nova reclassificação do Plano São Paulo, o governo do Estado rebaixou nesta sexta-feira (15) toda a área de abrangência do Departamento Regional de Saúde (DRS) com sede em Marília para a fase vermelha, a mais restritiva ao funcionamento das atividades econômicas. A medida atinge diretamente 12 municípios da Nova Alta Paulista que são vinculados àquele DRS:

  • Adamantina
  • Flórida Paulista
  • Inúbia Paulista
  • Lucélia
  • Mariápolis
  • Osvaldo Cruz
  • Pacaembu
  • Parapuã
  • Pracinha
  • Rinópolis
  • Sagres
  • Salmourão

 

Já os 44 municípios do Oeste Paulista que são vinculados ao DRS de Presidente Prudente foram mantidos na fase laranja. São eles:

  • Alfredo Marcondes
  • Álvares Machado
  • Anhumas
  • Caiabu
  • Caiuá
  • Dracena
  • Emilianópolis
  • Estrela do Norte
  • Euclides da Cunha Paulista
  • Flora Rica
  • Iepê
  • Indiana
  • Irapuru
  • João Ramalho
  • Junqueirópolis
  • Marabá Paulista
  • Martinópolis
  • Mirante do Paranapanema
  • Monte Castelo
  • Nantes
  • Narandiba
  • Nova Guataporanga
  • Ouro Verde
  • Panorama
  • Paulicéia
  • Piquerobi
  • Pirapozinho
  • Presidente Bernardes
  • Presidente Epitácio
  • Presidente Prudente
  • Presidente Venceslau
  • Rancharia
  • Regente Feijó
  • Ribeirão dos Índios
  • Rosana
  • Sandovalina
  • Santa Mercedes
  • Santo Anastácio
  • Santo Expedito
  • São João do Pau d’Alho
  • Taciba
  • Tarabai
  • Teodoro Sampaio
  • Tupi Paulista

 

Os 56 municípios do Oeste Paulista estão divididos entre os departamentos regionais de Saúde (DRSs) de Marília e de Presidente Prudente.

A nova atualização do Plano São Paulo estava inicialmente prevista para o dia 5 de fevereiro, mas o governo do Estado decidiu antecipá-la para esta sexta-feira (15).

Quando começaram as atualizações do Plano São Paulo, em 27 de maio de 2020, os 44 municípios do Oeste Paulista vinculados ao DRS de Presidente Prudente estavam classificados na fase amarela. Depois, em 10 de junho, regrediram para a fase vermelha, na qual permaneceram até 10 de julho, quando subiram para a etapa laranja. Esta região continuou estagnada, sem evolução ou decréscimo, na fase laranja, até conseguir passar para a etapa amarela no dia 4 de setembro. Em 22 de dezembro, o DRS de Presidente Prudente recuou para a fase vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo. No dia 8 de janeiro de 2021, na primeira atualização do Plano São Paulo neste ano, o DRS de Presidente Prudente evoluiu para a fase laranja, etapa em que foi mantido nesta sexta-feira (15).

Já os 12 municípios do Oeste Paulista atrelados ao DRS de Marília começaram, em 27 de maio do ano passado, na fase laranja. Em 19 de junho, decaíram para a fase vermelha. Em 10 de julho, subiram para a fase laranja, na qual ficaram até a atualização feita em 7 de agosto, quando evoluíram pela primeira vez para a etapa amarela. No dia 21 de agosto, voltaram a regredir para a fase laranja, na qual permaneceram até o dia 4 de setembro, quando retornaram para a etapa amarela. Na atualização do Plano São Paulo feita em 22 de dezembro, o governo do Estado manteve o DRS de Marília na fase amarela. No dia 8 de janeiro, houve o recuo para a etapa laranja e, nesta sexta-feira (15), mais um regresso, agora para a fase vermelha.

Na atualização feita nesta sexta-feira (15), três regiões do Estado permanecem na fase laranja: Presidente Prudente, Registro e Sorocaba.

Outras sete regiões foram rebaixadas da etapa amarela para a laranja: Araçatuba, Bauru, Franca, Piracicaba, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Taubaté.

Uma região desceu para o nível vermelho: Marília.

Continuam no patamar amarelo as seguintes regiões: Araraquara, Baixada Santista, Barretos, Campinas, Grande São Paulo e São João da Boa Vista.

O Plano São Paulo é formado por cinco fases: vermelha (alerta máximo), laranja (controle), amarela (flexibilização), verde (abertura parcial) e azul (normal controlado).

Publicidade

Mais Lidas