Connect with us

Polícia

Polícia Civil investiga atos de vandalismo na Mina D’Agua e intima 24 pessoas

Publicado

em


Além dos atos de vandalismo, envolvidos podem responder por crime contra a saúde pública

A Polícia Civil de Pacaembu instaurou inquérito e está investigando os atos de vandalismo que ocorreram na Mina D’Agua no último final de semana, mais especificamente na madrugada do dia 28 de fevereiro.

Conforme noticiado anteriormente pelo jornal e site Folha Regional Pacaembu, um grupo de pelo menos 30 pessoas, esteve no local provocando uma aglomeração e a depredação das dependências com a pichação das paredes da guarita da mina, quebra de objetos decorativos de concreto, supressão e estragos em plantas e ainda foi deixado um grande rastro de sujeira, embalagens e garrafas de bebidas evidenciando que o uso de álcool também teria ocorrido naquele local.

Segundo a Polícia Civil, além dos atos de depredação do patrimônio público, a aglomeração de pessoas nas dependências da Mina D’Agua naquela madrugada, também ocasionou a apuração de crime contra a saúde pública com a quebra dos decretos municipal e estadual que visam impedir a propagação do Covid-19.


Há informações extraoficiais de que além de não respeitarem o distanciamento, os envolvidos não utilizavam máscaras.

Dr. Alex José Marin Leite, delegado responsável pelas investigações, informou que além de instaurar o inquérito civil, também está atuando em parceria com o Ministério Público na apuração do ocorrido e que com a conclusão das investigações, os envolvidos poderão responder por dano ao patrimônio e infração de medida sanitária preventiva.

O delegado destacou também que 24 pessoas foram intimadas para comparecer na Delegacia de Polícia e que destas, quatro já foram ouvidas.


A investigação vai contar ainda com o uso das imagens do sistema de monitoramento da Mina D’Agua.

A reportagem do jornal e site Folha Regional segue acompanhando os fatos.

Publicidade

Mais Lidas