Connect with us

Geral

Covid: Vacinação será anual e campanha começa em janeiro, diz secretário

Publicado

em

O secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, afirmou hoje que a vacinação contra covid-19 será anual e a nova campanha deverá ser iniciada já em janeiro de 2022.

Em coletiva no Instituto Butantan, Gorinchteyn afirmou que não se trata de uma dose de reforço, como tem sido especulado sobre a CoronaVac, mas uma campanha de imunização frequente, como a da gripe. O plano depende da articulação do Ministério da Saúde, que não respondeu ao VivaBem sobre a possibilidade.

A data marca um ano do início da vacinação contra covid-19 neste ano, no Brasil. O secretário não deu mais detalhes sobre o planejamento para a nova campanha, mas disse já estar conversando com o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) para organizar o calendário.

“Nós entendemos que, nessa articulação junto com o próprio Ministério da Saúde e o Conass, [eles] também terão esse entendimento, para que possamos expandir essa nova fase da vacinação não apenas para São Paulo, mas para todo o país”, declarou Gorinchteyn.

A expectativa do governo paulista é que a campanha de vacinação, que neste ano deverá durar pelo menos oito meses, seja mais tranquila no ano que vem. Para isso, consideram um provável cenário de controle da pandemia, com toda a população adulta com o ciclo vacinal completo, além de mais disponibilidade e menos corrida por doses.

“Ainda são planos. Temos que ver como isso será articulado nacionalmente e em outros países. O mundo inteiro está se debruçando sobre isso. Mas, com mais vacinas disponíveis, acreditamos ser possível completar [a campanha vacinal] em poucos meses”, afirma Regiane de Paula, coordenadora do PEI (Programa Estadual de Imunização).

A campanha depende da articulação do Ministério da Saúde, responsável pela compra das doses por meio do PNI. O VivaBem procurou a pasta, mas não teve resposta até o fechamento da matéria.

Mais Lidas